Chefe de equipe da Mercedes na Fórmula 1, o austríaco Toto Wolff explicou por o modelo W12 de 2021 se tornou muito mais competitivo na parte final da temporada do que no começo do campeonato.

A declaração do dirigente vem após uma verdadeira ‘transformação’ da Mercedes nas últimas etapas, com o carro tendo uma performance bem diferente da vista na pré-temporada deste ano.

Segundo a equipe, a ‘metamorfose’ não é algo que vem de repente, mas sim de um processo lento — feito passo a passo — que levou as Mercedes W12 a melhorarem constantemente até o nível da Red Bull RB16B.

No caso do GP da Turquia, o que se viu foi uma grande dominação do time germânico em termos de desempenho. Wolff foi questionado sobre o salto qualitativo da Mercedes e deu sua explicação.

“Os regulamentos do início da temporada criaram uma situação em que corremos em situações nas quais não corremos na temporada passada”, ponderou o chefe da escuderia alemã.

“Mas, gradualmente, nós compreendemos melhor o carro. Quanto mais o pilotamos, mais o utilizamos, mais conseguimos simular as situações. Isso nos levou a melhorar constantemente”, destacou.

“Na Turquia, devíamos ter começado a corrida em primeiro e segundo lugares e com uma certa margem, depois do que foi visto na qualificação. Mas infelizmente o Lewis [Hamilton] partiu de trás devido à penalidade.”

“O bom deste fim de semana é que mostramos que temos ritmo e temos mais 6 corridas para fazer nosso trabalho. O W12 é definitivamente um carro melhor do que era no começo da temporada”, completou.

Fonte: UOLFoto: Motorsport