A Prefeitura de Paraisópolis está trabalhando para esvaziar pelo menos cinco metros de água da represa do Brejo Grande, onde está localizada a barragem que possui risco de rompimento. Segundo a prefeitura, o objetivo é que o nível de risco da barragem seja reduzido. Atualmente, o risco é de nível três.

O esvaziamento está sendo feito por meio de canos e bombas instaladas no local. Na manhã desta quarta-feira (13) deve ser realizada uma reunião no gabinete de crise, entre as equipes da Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar e representantes da prefeitura.

Ainda de acordo com a prefeitura, os trabalhos estão sendo dificultados pelas chuvas. Na noite desta terça-feira (12), um temporal derrubou árvores e causou danos em algumas ruas. Um caminhão pipa do Saae ajudou na limpeza e as árvores estão sendo removidas na manhã desta quarta-feira.

 

Monitoramento

A Prefeitura de Paraisópolis segue monitorando a barragem da represa no Brejo Grande. O local possui rachaduras e vazamentos de nível três, considerado alto índice de alerta. Moradores já precisaram ser retirados das casas e a administração municipal controla o acesso à represa, além de ter definido a instalação para monitorar o local com vídeos.

Conforme a prefeitura, a instalação do sistema de monitoramento de vídeo servirá para que a situação seja acompanhada em tempo real. Além disso, a administração municipal definiu que o nível da água no local vai continuar rebaixado na represa para aumentar a segurança.

De acordo com a prefeitura, medidas preventivas estão sendo tomadas no local. Um exemplo disso foi a elaboração de uma cartilha instruindo como agir em uma situação de rompimento da barragem.

Já no sábado (2), a Defesa Civil do Estado de Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros e a prefeitura fizeram uma simulação de evacuação da área da barragem com os moradores.

No dia 6 de outubro, um teste com a sirene do sistema de emergência da barragem da Represa do Brejo Grande foi realizado no período da manhã.

Famílias foram realocadas para recuperação de barragem com risco de rompimento em Paraísópolis, MG — Foto: Reprodução/EPTV
Famílias foram realocadas para recuperação de barragem com risco de rompimento em Paraísópolis, MG — Foto: Reprodução/EPTV

 

A barragem

A barragem da represa no Brejo Grande foi construída na década de 70 para captar água. Ela foi construída na Serra da Mantiqueira, com 1,4 mil metros de altitude, ocupando uma área de 12 hectares. Ao longo dos anos, outra fonte de abastecimento foi construída, mas o lago artificial do bairro Machadão virou cartão postal da cidade.

Em novembro de 2018, um laudo de vistoria alertou que a barragem poderia romper por ter infiltrações e rachaduras na lateral do aterro. O diagnóstico apontou a necessidade, em caráter de urgência, de obras de recuperação.

 

Fonte: g1 MG
Foto: Reprodução/EPTV