O presidente da Rússia, Vladimir Putin, está se isolando como precaução depois de várias pessoas de seu entorno sentirem sintomas da covid-19, mas está “absolutamente” saudável e não está com a doença, informou o Kremlin nesta terça-feira.

Putin, de 68 anos, não viajará para o Tadjiquistão nesta semana, como planejado, por causa do isolamento. Ele participaria de reuniões sobre segurança, que agora fará por videoconferência.

O Kremlin disse que Putin tomou a decisão pelo isolamento depois de se reunir com o presidente da Síria, Bashar al-Assad, no Kremlin na segunda-feira, após consultas com médicos.

Putin também se reuniu com atletas paralímpicos da Rússia e viajou para o oeste do país na segunda-feira para supervisionar manobras militares feitas em conjunto com Belarus.

O porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov disse a jornalistas que Putin teve contato com várias pessoas de seu entorno que contraíram covid-19 e apresentaram sintomas.

“É claro que sabemos quem ficou doente no entorno do presidente e o regime de isolamento não afeta o trabalho do presidente”, disse Peskov.

“São somente reuniões presenciais que não acontecerão por um tempo. Mas isso não afeta a frequência delas e o presidente manterá suas atividades por videoconferência.”

Indagado se Putin havia testado negativo para a covid-19, Peskov respondeu: “É claro que sim. O presidente está absolutamente saudável”.

 

Fonte: UOL
Foto: Alexei Nikolsky/Sputnik/AFP