O mundo registrou mais de 1,3 milhão de mortes causadas pelo novo coronavírus e tem mais de 53,4 milhões de casos confirmados de Covid-19 até este sábado (14), segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Foram registradas, desde o início da pandemia e até a última atualização dessa reportagem, 1.304.682 mortes e 53.479.378 casos. Um aumento de mais de 100 mil novas mortes em apenas 12 dias.

Os EUA seguem como o país mais afetado pela doença e têm uma a cada cinco mortes confirmadas em todo o mundo.

Brasil é o segundo país com mais mortes pela Covid-19, são pelo menos 164.737. Em seguida vem a Índia com 129.188 mortes, o México (97.624) e o Reino Unido (51.396).

 

Novas restrições

Muitos dos casos e mortes ocorreram na segunda onda da pandemia, que atualmente atinge os Estados Unidos e a Europa. A Itália, que já foi apontada como epicentro da pandemia no mundo entre março e abril, voltou a restringir o deslocamento em algumas regiões da Lombardia, norte do país.

Nova York, a maior cidade dos EUA, se prepara para fechar novamente as escolas diante do avanço do coronavírus. Na sexta-feira (13), o presidente Donald Trump se recusou a considerar um novo confinamento geral, apostando na distribuição de uma vacina em breve.

O Reino Unido anunciou medidas de restrição até dezembro, mas evita falar em um novo lockdown. A Alemanha, a França e a Espanha impuseram toque de recolher para evitar reuniões noturnas, apontadas como focos de transmissão da Covid-19.

 

Fonte: G1.com
Foto: Reprodução/UJH