Quem anda pelo interior do Estado já deve ter notado o grande número de obras de infraestrutura que o governo do Pará vem executando. São obras nos sistemas rodoviário, hidroviário e aeroviário, que garantem desenvolvimento econômico e melhorias para a população de todas as regiões do Pará. Atualmente, a Secretaria de Estado de Transportes (Setran) atua com 84 frentes de trabalho em 75 municípios.

Número que deve aumentar com a conclusão das licitações que estão em andamento. Em um ano e meio, a expectativa é que mais de 300 frentes de trabalho atuem em todo o Estado.

Com recursos do tesouro estadual, estão sendo restaurados mais de 164 km da PA-150, no sudeste paraense. Já na PA-483, em Barcarena, no nordeste paraense, o trabalho melhora a infraestrutura viária para o escoamento de produção até o porto da Vila do Conde. Também estão sendo concluídas obras nas PA’s 444 e 124, no município de Salinópolis.

Ainda em 2020, o recurso do tesouro estadual vai ganhar reforço de investimentos do Programa de Desenvolvimento e Integração Regional do Pará (Prodeir), que deverá pavimentar mais 470 km de rodovias em seis regiões do estado, além da construção de 31 pontes. “Com esse aporte de recursos, as frentes de trabalho vão triplicar, passaremos de mais de 80 frentes de trabalho para mais de 300 no prazo máximo de um ano e meio. O investimento financeiro da Setran passará de R$ 450 milhões para mais de R$ 2 bilhões”, disse Pádua Andrade, titular da Setran.

Os recursos do Prodeir serão investidos na construção e pavimentação da rodovia PA-256, que ganhará mais de 150 km de asfalto. Um investimento que ultrapassa os R$250 milhões. A licitação para início da pavimentação da estrada já foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). A previsão é que a ordem de serviço para o início da obra seja dada até o final do ano.

Outra obra importante é a construção e pavimentação de vias estratégicas para o desenvolvimento de regiões inteiras, como a PA-370, a Rodovia Transuruará, que vai reduzir em mais de 200 quilômetros a viagem de Santarém a Altamira; e a PA-407, conhecida como Vicinal do Açaí, por onde escoa grande parte da produção do fruto da região do Tocantins.

Convênios – Este ano, são mais de R$110 milhões oriundos de convênios com prefeituras, que tem o objetivo de melhorar a malha rodoviária municipal, e garantir mobilidade da população e também o escoamento de produção agropastoril e mineral do Estado, como na pavimentação da Vicinal Carne de Sol, que está em reta final, no município de Abel Figueiredo.

 

Além de pavimentação de rodovias, a Setran está com diversas frentes de trabalho para a manutenção da malha rodoviária das rodovias asfaltadas de todos os núcleos regionais do estado.

Construção de pontes – Está em fase de licitação um dos maiores investimentos da história da Setran, para a construção e manutenção de pontes nas rodovias estaduais. Serão cerca de R$ 200 milhões investidos em diversas rodovias, com construções de novas pontes e substituição de pontes de madeira por concreto.

Ao todo, no início de 2019 a Setran contabilizava 719 pontes, sendo 380 de madeira. Já foram substituídas por concreto quase 100 até agora. Além disso, a malha rodoviária estadual deverá ganhar outras 200 novas pontes.

Aeroviário – Atualmente, a Setran está com obras em andamento de aeródromos nos municípios de Salinópolis e São Félix do Xingu. Outros três estão em processo de tramitação: os de Breves e Monte Dourado dependem de análises da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac); e o de Novo Progresso tramita no nível municipal.

No início de setembro, o governador Helder Barbalho e o titular da Setran, Pádua Andrade, estiveram em audiência com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, para discutir sobre a aceleração de obras de aeródromos do Estado, especialmente para os aeródromos de Breves, Paragominas, Itaituba e Redenção.

A prioridade para o início dessas obras irá melhorar a infraestrutura aeroviária no estado, fortalecendo ainda mais a economia do Pará. Na infraestrutura hidroviária, o planejamento de 2020 conta com obras de urbanização da orla do município de Santarém Novo, no nordeste do estado.

 

 

Fonte: Agência Pará
Foto: Maycon Nunes