No dia 2 de agosto o Remo volta a entrar em campo pelo Campeonato Paraense 2020, mas ainda tendo que buscar recuperar a parte técnica, que ficou parada durante a suspensão das atividades presenciais do futebol.

Com mais de 100 dias de paralisação, os treinos foram apenas físicos e em casa, monitorados à distância pela comissão técnica. Esse é um dos fatores citados pelo goleiro Thiago, que entende a atual realidade.

– Já sabíamos que ia acontecer essa rotina de treinamentos de novo. Na verdade, nunca paramos neste período que teve essa parada. […] Nessa temporada que ficamos parados sem bola foi meio complicado para nós, goleiros, que tivemos que manter só a parte física. A parte técnica estamos tendo que correr atrás agora, com bastante treinamento, voltar o tempo de bola… É assim mesmo. As coisas estão caminhando para o normal.

“Tivemos que nos virar em casa, o preparador físico não deixou que a gente ficasse parado. Agora voltamos para essa segunda pré-temporada neste ano, que está a todo vapor, com treinamentos intensos”, enfatiza o goleiro.

Thiago é o substituto imediato de Vinícius, capitão e dono da camisa 1 do Leão. Sabendo que dificilmente irá tirar o posto atual do companheiro, ele minimiza essa disputa pela titularidade e ressalta que está pronto para defender a meta azulina quando for acionado.

– Essa briga aí, todos sabem que para mim é complicada. As pessoas sempre perguntam “é difícil você jogar, pensa em sair?”, a minha resposta sempre é a mesma. Trabalho muito minha parte individual para o meu crescimento e sabemos que temos bons goleiros no elenco. O Remo só tem a ganhar com isso. Se o Vinícius não puder jogar, tenho certeza que farei minha parte e defender nosso amado Leão.

Vinícius e Thiago, goleiros do Remo — Foto: Reprodução/RemoTV

 

 

Fonte: G1
Foto: Reprodução Remo TV